• Diretor técnico: Jonathan Hercílio Maurício - Crefito 101400-F

Dúvidas Frequentes Osteopatia

Dúvidas Frequentes

POR QUE A PRIMEIRA CONSULTA COM O FISIOTERAPEUTA ESPECIALISTA É TÃO IMPORTANTE PARA SEU TRATAMENTO DA DOR NA COLUNA?

Essa a parte mais importante do seu tratamento, sem ela não conseguimos traçar o melhor plano de recuperação. Nela colhemos todos os sinais e sintomas, realizamos testes importantes, analisamos os exames, tiramos as dúvidas e se o paciente não possuir nenhuma contraindicação, realizamos o primeiro atendimento. Reservamos 1:30h e buscamos ser pontuais.

EU JÁ FUI NO MÉDICO E JÁ SEI O QUE DEVO FAZER, MESMO ASSIM DEVO PASSAR POR ESSA CONSULTA COM UM FISIOTERAPEUTA?

SIM. Cada profissional deve conhecer em detalhes a história do paciente e avaliar os melhores recursos que serão utilizados. Respeitamos o diagnóstico de todos os profissionais, porém jamais iremos tratar um paciente sem conhecer profundamente sua história. Conforme o nosso Conselho Profissional (CREFITO), é proibido tratar ou aplicar qualquer tipo de conduta terapêutica sem uma avaliação prévia. Com certeza isso irá garantir o sucesso do seu tratamento e evitar que o seu caso seja agravado.

POSSO REALIZAR UMA CONSULTA COM O FISIOTERAPEUTA ESPECIALISTA SEM ANTES PASSAR NO MÉDICO?

SIM. O fisioterapeuta é considerado um profissional de primeira necessidade e com isso ele possui capacidades de tratar seu caso e se achar necessário encaminhar a um especialista.

TENHO DOR NAS COSTAS, SERIA IMPORTANTE FAZER UM EXAME DE IMAGEM ANTES DE AGENDAR UMA CONSULTA?

NÃO. O exame de imagem só deve ser solicitado após uma avaliação clínica e por um profissional habilitado. Outra consideração importante é que ele jamais irá substituir o exame clínico e sim complementar a avaliação do profissional. Se o profissional se basear somente nas informações contidas em um exame de imagem como a ressonância magnética ou RX, algumas condutas desnecessárias podem ser escolhidas e isso levar a consequências negativas. Fique atento e respeite as etapas de recuperação, o exame não irá resolver o seu caso e muito menos decidir a conduta terapêutica. Evidências científicas apontam que os profissionais de saúde devem ter rigorosos critérios ao solicitar um exame de imagem, respeitando as questões clínicas e o tempo de recuperação.

COMO FUNCIONA O TRATAMENTO PARA DOR NA COLUNA?

Após a primeira consulta o profissional irá traçar o seu plano de tratamento de forma personalizada e individualizada. Iremos focar nos seus objetivos, ou seja, naquilo que você deseja voltar a fazer caso não tenha mais dores. Dividimos o tratamento em três e importantes etapas.
CONTROLE DA DOR: utilizaremos os mais modernos e atuais recursos terapêuticos (terapias manuais, educação em dor, mesa de descompressão e mesa de tração), para amenizar esses sintomas e partir para segunda etapa.
MELHORA DA FUNÇÃO: estaremos agindo de forma gradual e progressiva as atividades do dia a dia, aplicando estratégias terapêuticas e funcionais para que você não volte a etapa inicial.
GANHO DE FORÇA: Agora você está chegando ao fim e nada melhor do que ter condições para fazer tudo o que traçamos lá no início do tratamento. Os exercícios irão aumentar sua resistência e permitir que você retorne as atividades de forma natural e sem receio.

A CLÍNICA OFERECE ATENDIMENTO PELO PLANO DE SAÚDE?

NÃO. Infelizmente os planos de saúde não realizam cobertura dos nossos métodos de tratamento. O nosso objetivo não é oferecer um atendimento coletivo, pois priorizamos um resultado efetivo e consistente através de um atendimento individualizado e personalizado. Alguns pacientes buscam o reembolso as administradoras de plano de saúde, porém não garantimos esse reembolso.

A CLÍNICA POSSUI ALGUM CONVÊNIO DE DESCONTO?

SIM. Hoje os nossos parceiros são: ACIC, UNICRED, ABEPOM, CAASC e alunos da Fran Pezente (FIT TEAM).

QUAIS AS FORMAS DE PAGAMENTO?

As principais formas de pagamento são: dinheiro, cheque e cartão (débito, crédito ou parcelado). Acreditamos que o paciente já possui dores suficientes para sanar e pensando nisso, buscamos encontrar uma forma que fique leve para ele, permitindo que receba um tratamento de qualidade e focado nos seus objetivos.

QUANTAS SESSÕES DE FISIOTERAPIA ESPECIALIZADA PRECISO FAZER PARA RESOLVER MINHA DOR NAS COSTAS?

DEPENDE. Cada caso é um caso e precisamos avaliar de forma isolada, pois não realizamos protocolos de tratamento. É muito comum recebermos pacientes com uma prescrição de um número X de sessões indicadas pelo médico, porém essa conduta será definida pelo profissional que estará avaliando o seu caso. Em muitos casos conseguimos solucionar o problema com um número BEM inferior ao que o médico indicou. Isso não seria bom?

QUANTO TEMPO DURA O ATENDIMENTO?

O tempo da sessão é de 45 minutos, todos os atendimentos são realizados no horário agendado (buscamos respeitar a pontualidade) e de forma individualizada.

QUAIS OS HORÁRIOS DE ATENDIMENTO?

De segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13:30h às 21h.

POR QUE BUSCAMOS ATENDER OS PACIENTES NO HORÁRIO?

Porque valorizamos o seu tempo e respeitamos sua dor. Um dos nossos lemas é: “QUEM TEM DOR TEM PRESSA”. Trabalhamos desde 2010 em Criciúma e um dos valores que mais respeitamos é a empatia. Escutamos vários relatos dos nossos pacientes sobre a falta de comprometimento dentro dos sistemas de saúde. Entendemos que atrasos e emergências acontecem e aqui não é diferente, mas buscamos ser rigorosos com a pontualidade e iremos continuar em respeito a você e a nossa marca.

TENHO HÉRNIA DE DISCO. PRECISO OPERAR?

Não. Existem várias formas de tratar a hérnia de disco e as mais comuns são as de forma conservadora, ou seja, sem procedimentos invasivos. Estudos comprovam que somente 5% das hérnias de disco são tratadas com procedimentos cirúrgicos. Devemos respeitar os critérios para indicar o paciente para cirurgia e isso é feito através de uma avaliação minuciosa. Atualmente somos referência no tratamento de hérnia de disco e nos mais diversos problemas de coluna. Somos a única clínica licenciada ao Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral (www.itcvertebral.com.br) e possuimos mais de 10 anos de experiência nessa área. Busque se informar e na dúvida consulte outros profissionais.

PRECISA TOMAR REMÉDIOS ENQUANTO FAÇO O TRATAMENTO PARA A DOR NAS COSTAS?

DEPENDE. Os medicamentos geralmente são administrados em uma fase inicial onde o processo inflamatório está mais ativo. Em algumas situações existe a necessidade de manter o medicamento, porém nosso objetivo é fazer com que o tratamento ajude a melhorar os sintomas e consequentemente reduzir ou até mesmo eliminar os medicamentos analgésicos. A decisão de tomar ou não o remédio sempre deve ser discutida com o profissional que indicou o tratamento medicamentoso. Jamais iremos impedir ou interromper essa conduta, iremos somar.

POSSO ALCANÇAR RESULTADOS POSITIVOS SEM O USO DE MEDICAÇÕES?

SIM. A medicação pode ser um grande aliado no processo de recuperação, mas já conseguimos vários resultados positivos sem a necessidade de ingerir medicamentos. Realizamos um tratamento ativo, ou seja, onde o paciente participa de forma intensa no seu processo de recuperação, realizando as tarefas em casa ou no trabalho, comparecendo nas sessões em datas e horários marcados e se comprometendo nas mudanças de comportamento. Possuindo essa postura e confiando no profissional é possível fazer o seu tratamento sem a necessidade de administrar medicamentos.

QUANDO É NECESSÁRIO A INTERVENÇÃO CIRÚRGICA NA HÉRNIA DE DISCO?

Quando o paciente apresenta perda progressiva de força, alteração de sensibilidade importante nos membros (membro superior se a hérnia for na cervical/pescoço ou membro inferior se a hérnia de disco for na região lombar), anestesia em sela (região do períneo), alteração no controle de esfíncter anal e urinário, estenose de canal (síndrome da cauda equina) e falha no tratamento conservador em um período de 4 à 6 meses (condição não absoluta).

REALIZAMOS SOMENTE TRATAMENTO PARA DOR NA COLUNA?

NÃO. Os nossos especialistas são capacitados para tratar qualquer tipo de alteração que possa surgir e lidar com a dor de uma forma mais acolhedora e resolutiva. Atualmente somos referência por tratar pacientes com problemas de coluna. Muitas dores possuem um caráter multifatorial e percebendo essa condição, começamos ampliar a nossa visão e tratar os nossos pacientes de formas mais abrangente.

SINTO ESSA DOR NAS COSTAS HÁ ANOS E NÃO SEI MAIS O QUE FAZER. COMO A FISIOTERAPIA ESPECIALIZADA PODE AJUDAR?

O primeiro passo é conhecer seu caso a fundo, ou seja, através da nossa avaliação minuciosa. Em seguida iremos traçar um plano de tratamento, executando todas as etapas de forma respeitosa e fazendo com que seu corpo volte a ter a autonomia completa. Aqui queremos deixar algo bem claro, o resultado só será alcançado se os dois estiverem envolvidos de forma ativa (paciente e profissional) e usando dois critérios bem importantes: paciência e persistência. Dessa forma a equipe da Levittá conseguirá ajudar no seu caso e devolver sua qualidade de vida.

APÓS REALIZAR UM TRATAMENTO PARA DOR NA COLUNA PODEREI VOLTAR A FAZER AS MINHAS ATIVIDADES FÍSICAS?

SIM. Sempre reforçamos aos nossos pacientes, “o nosso corpo foi feito para se movimentar” e com você não será diferente. Independente da situação iremos fazer com que você volte a fazer seu esporte predileto, trabalhe de forma produtiva e curta os momentos mais simples da vida de forma leve e feliz.  

QUAIS OS PRINCIPAIS SINTOMAS DE UMA HÉRNIA DE DISCO?

Dor na coluna, dor irradiada para os membros (inferior ou superior, depende se a hérnia é na lombar ou cervical) alteração de sensibilidade, formigamento, fraqueza e postura antálgica (o paciente adota uma postura de defesa contra a dor), as vezes esses sintomas estão associados, mas não é uma regra. 

MESMO SENTINDO DORES NAS COSTAS, DEVO FAZER EXERCÍCIO?

DEPENDE. Se você não teve nenhuma queda ou apresenta sintomas de febre, perda de peso inexplicável nos últimos dias, você deve se movimentar. Estudo comprovam que 80% das pessoas tiveram dor nas costas melhoram em 4 semanas adotando uma postura positiva perante a situação e mantendo o seu corpo em movimento. Aqui é importante salientar algo, nem todos possuem o mesmo limiar de dor, por isso você deve respeitar a sua condição e realizar os exercícios de forma gradual. Se os seus sintomas persistirem busque a ajuda de um profissional capacitado. 

QUAL O MELHOR MOMENTO PARA PROCURAR UM FISIOTERAPEUTA ESPECIALISTA PARA TRATAR A DOR NAS COSTAS?

Sempre que o seu corpo estiver dando sinais e essa dor não passar ou diminuir após mudanças de comportamentos. Quanto antes você buscar um especialista, mais rápido você adquire a autonomia e não permite que essa dor se torne crônica. Evite tratamentos passivos ou condutas duvidosas, isso pode piorar o seu quadro clínico e trazer consequências desagradáveis no futuro.

O QUE PODE AUMENTAR A MINHA DOR NAS COSTAS?

Várias situações, principalmente a ausência de sono, medo sobre o seu futuro (será que essa dor não vai passar? ou será que terei que operar a minha coluna?), estresse, ansiedade, inatividade física e depressão. Essas condições são bem comuns de serem encontradas em pacientes que possuem uma dor superior há 3 meses (dor crônica). Quando tratamos um paciente devemos analisar todo seu contexto e não olhar somente para as questões físicas.

DURMO MAL, ISSO PODE AUMENTAR AS MINHAS DORES NAS COSTAS?

SIM. O sono é o grande reparador da nossa condição física, quando deixamos de dormir bem, nós não “recarregamos a bateria” e as consequências logo aparecem, principalmente quando falamos em dor. Além de aumentar a dor, a péssima qualidade de sono pode reduzir a concentração no trabalho, aumentar o estresse, diminuir os reflexos e levar ao sobrepeso. 

QUANDO ESTOU COM DOR NAS COSTAS A MINHA COLUNA FICA TORTA. DEVO ME PREOCUPAR?

NÃO. Como o nosso corpo é muito inteligente ele está só querendo te proteger e evitar que você sinta mais dores. Essa é uma condição comum e que chamamos de postura antálgica, ou seja, postura mantida devido a dor. Assim que a condição física é restabelecida a sua postura volta ao normal e sem nenhum comprometimento permanente. 

FIZ UMA RESSONÂNCIA MAGNÉTICA E APARECEU BICO DE PAPAGAIO, DESVIO NA COLUNA E PROTRUSÕES DISCAIS DEVO ME PREOCUPAR?

NÃO. Um estudo científico avaliou pessoas sem dor nas costas e realizou um exame de ressonância magnética e observou que mais de 60% das pessoas apresentavam essa condição (bico de papagaio, protrusão discal e desvio na coluna), porém não apresentavam dores. A nossa coluna assim como todo nosso corpo desenvolve processos naturais de envelhecimento e nem por isso quer dizer que uma alteração no exame de imagem é o responsável pelos seus sintomas. SEMPRE devemos respeitar as questões clínicas e olhar para outras condições como os fatores psicológicos e sociais. 

EXISTE UMA POSIÇÃO CORRETA PARA DORMIR?

NÃO. COMO ASSIM? A melhor posição é aquela que o seu corpo se sente mais confortável. Durante a noite nos mexemos várias vezes e buscamos uma posição que nos permite dormir de forma confortável. Portanto busque uma cama limpa, um travesseiro da sua preferência e tenha bons sonhos.

POR QUE DEVO FAZER O TRATAMENTO NA LEVITTÁ?

Entregamos um tratamento que vai olhar muito além da doença.  Conscientizamos o nosso paciente que ele não é doente e sim está passando por um estado doentio. Valorizamos o seu tempo e por esse motivo buscamos atender no horário. Através dos nossos recursos e equipamentos modernos geramos a possibilidade da recuperação do seu corpo de forma natural, ou seja, sem uso de medicamentos ou procedimentos invasivos e por fim estaremos quebrando crenças e educando o seu corpo para encontrar ferramentas suficientes para se manter ativo, leve e extremamente feliz.

QUAL A IMPORTÂNCIA DE VOCÊ ENTENDER O MECANISMO DA DOR?

EXTREMAMENTE IMPORTANTE. A dor tem um papel fundamental em nosso processo de sobrevivência servindo de alerta para o nosso organismo. Em alguns pacientes essa é uma condição bem intensa e extremamente desagradável, mas isso devido a desordem que se instala no seu mecanismo de dor. Aqui na Levittá iremos “regular” esse sistema e fazer você estar no controle da situação. 

QUAL A DIFERENÇA ENTRE DOR AGUDA E CRÔNICA?

A dor aguda é caracterizada por uma dor que dura em média 6 semanas e está associada a uma condição física. Já a dor crônica ela ultrapassa o tempo de 12 semanas e nem sempre está associado a uma lesão, na maioria das vezes a causa é inespecífica e possui vários fatores. Todas as duas condições são cabíveis de tratamento, porém devemos ter estratégias diferentes para o processo de recuperação. 

POR QUE TRATAMENTO PASSIVO COMO MASSAGEM NÃO POSSUEM UM EFEITO POSITIVO A LONGO PRAZO EM PACIENTES COM DOR CRÔNICA?

A massagem vai ajudar em um primeiro momento, pois irá relaxar a musculatura e liberar alguns hormônios na corrente sanguínea, porém os resultados não se sustentam pois ele age somente em uma pequena parte do processo de recuperação.   O tratamento nessa condição deve ser feito de forma ativa, ou seja, mudando o comportamento e dando suportes suficientes para o corpo sair dessa situação. O primeiro e mais importante passo é aceitar a condição atual e  encarar a dor de forma positiva, encontrar uma atividade física prazerosa e iniciar de forma progressiva, ter paciência e persistência e confiar nesse processo de reabilitação. 

CONTATO

Telefone: 48 3430-0404
Celular: 48 99683-1166
E-mail: criciuma@itcvertebral.com.br

× Como posso te ajudar?